O que pensam os grandes DJs sobre o fenômeno da EDM?

  • 19/09/2018
  • 0 Comentário(s)

O que pensam os grandes DJs sobre o fenômeno da EDM?

Assunto mais que polêmico na cena, a Electronic Dance Music é amada por uns e odiada por outros. O boom do gênero ocorreu há alguns anos e hoje é o que mais atrai pessoas para os palcos em festivais e clubes pelo mundo. Alguns consideram a EDM uma mescla de diversas vertentes da música eletrônica, outros apenas uma “modinha” e puro marketing sobre as produções e produtores. Os nossos parceiros portugueses do 100% DJ reuniram alguns comentários dos próprios DJs, que fazem parte da EDM ou não, na mídia. Confira:

Carl Cox - “Não acho que é uma questão de um som desconhecido VS mainstream, acho que é mais uma cultura pop VS pessoas que realmente amam a música. (…) algumas dessas pessoas não fazem a menor ideia do porque de estarem em pé em frente a esses DJs. Não posso fazer parte desse sistema”. (ao site Dancing Astronaut)

DJ Koze - “Na América, esse tipo de rock computadorizado que eles tanto ama é totalmente desinteressante para mim. Não tem magia nenhuma e é feito por pessoas que não gostam desse tipo de música”. (ao site Stereogum)

Aphex Twin - “Não me parece com nada que faço. Esse tal de Skrillex, só ouvi falar da música dele porque meus filhos ouvem. Soa como se ele usasse muita tecnologia. Acho que tem uma força bem pop, não é? É pop demais para mim”. (ao Groove Magazine)

Bassnectar - “Eu não tenho o menor respeito ou interesse pelo o que os DJs que fazem parte da cena EDM estão fazendo. Me parecem meio falsos. Tem sido difícil assistir à algo tão especial para mim ser destruído, invadido e se tornando nesse tipo de carnaval sem vergonha, barato e falso. Nesse aspecto, odeio a EDM. Tenho receio da EDM arruinar a autenticidade da cultura de remixagem… Mas você não pode odiar as 30 mil pessoas gostam tanto disso”. (ao site Thump)

Ricardo Villalobos - “Não posso condenar a EDM ou a música pop se as pessoas decidiram, de forma democrática, que é isso que elas querem, isso as pertence. Pessoas que têm os mesmos interesses não fazem guerra e nem matam umas as outras. É difícil matar alguém quando se tem valores semelhantes”. (ao Crack Magazine)

Aniie Mac - “É muito estereotipado. As pessoas sabem que se seguirem aquela fórmula vão para nas rádios e partir em ir á ascensão. No Reino Unido é bem mais fácil ser um pouquinho mais original se você quiser. Não estou dizendo que a EDM é grotesca, mas se quiser ser mais rebuscado na criatividade, você pode fazer isso e ser ovacionado em uma plateia mainstream”. (ao Insomniac).

Fatboy Slim - “Funciona como um material de introdução, mas não tenha dúvidas: a EDM vai acabar já. O gênero é baseado num esquema de pirâmide de fazer dinheiro, mas assim que parar de ser lucrativo, o castelo de cartas vai cair. Queremos que sobre algo quando essa bolha arrebentar”. (ao Thump)

Reid Speed - “A Dance Music, enquanto cultura underground, costumava a ser um porto seguro para quem não se enquadrava no mainstream. Lá estava um refúgio para a nossa esquisitice. Agora a maior parte da Dance Music é composta pelas pessoas que queríamos fugir”. (ao site YourEDM)

DJ Harvey - “Pessoas que chegam em naves espaciais ou com fogos de artifício para tentar melhorar o aspecto visual da coisa. Não consigo entender como você pode tocar uma faixa e saltar depois”. (ao site Thump)

Paul van Dyk - “Não faço parte da cultura EDM. Não toco sets pré gravados e não arremesso bolos em ninguém”. (à MTV)

Daft Punk - “Não conhecemos artistas ou álbuns de EDM. No início, pensávamos que era apenas um rapaz, algum DJ chamado EDM. Talvez um cara chamado Eric David Morris. EDM é apenas energia.Você pode ter energia na música e na dança, mas continua a não ter alma”. (ao NME)

Deadmau5 - “David Guetta tem dois iPods e um mixer apenas para tocar músicas – tipo, ‘Essa é com o Akon, ouçam’. E o Skrillex… não faz nada muito técnico. Ele tem um laptop e um MIDI recorder apenas para tocar a sua porcaria… Há muitos apertadores de botão que recebem meio milhão. Não estou dizendo que sou um apertador de botão, mas uso mais botões”. (ao Hyperbot)

Afrojack - “Vejo muitos comentários na internet sobre sets pré-gravados. (…) tenho tocado ao longo de 11 anos e todos fazem edições, como uma edição de cinco minutos em três músicas. Tocamos em grandes shows com lasers e iluminação sincronizada, eles tocam o som editado de um laptop à parte e depois voltam a mixar normalmente. Nunca vi um DJ tocar com um set pré-gravado”. (à Billboard)

Steve Angello - “Não estamos contando histórias na Dance Music, estamos repetindo os mesmos sons a todo o momento porque são fáceis de fazer e funcionam com os fãs. A nossa carreira não precisa ser uma piada. Temos que voltar a levar a Dance Music a sério”. (à Billboard)

Zedd - “É importante para mim que os meus os meus fãs saibam que sou ‘Zedd, o músico’, e não ‘Zedd, o DJ de EDM’. Para ser sincero, não sou nem um pouco inspirado pela EDM”. (à revista Rolling Stone)

The Chemical Brothers - “Os discos de EDM parecem todos iguais. Têm o mesmo sentimento de triunfo, celebração (…). É um mundo meio louco”. (ao Observer)

Hardwell - “Continua a crescer e a crescer. Embora os blogs a odeiem, está crescendo e vai continuar. Também está crescendo na Ásia. Houve um Ultra (Music Festival) na Coréia este ano. Globalmente, a música e as crianças crescem juntos. A EDM está evoluindo”. (ao Comfort Club)

Dimitri Vegas - “Acho que é a música desta geração”. (à BBC)

Miss Sheila - “O certo é que nos últimos anos ouve um ‘boom’ enorme de música eletrônica em todo o mundo, independente de ser EDM, comercial, Techno ou Hard Techno, tudo é música eletrônica”. (ao Portal 100% DJ)

Massivedrum - “Estamparam recentemente a sigla EDM para definir uma arte com mais de 30 anos de história. Estamparam porque a Dance Music se tornou extremamente rentável e como em tudo, tem que se criar uma marca em torno. Mas apenas chama de EDM a alguns estilos musicais, que é o que me confunde, lenaod a pensar que há estilos menosprezados, colocados de lado, quando a arte é a mesma, e muitas vezes o intuito dessas obras é muito mais genuíno”. (ao Portal 100% DJ)

0 Comentários


Deixe seu comentário


Aplicativos


 Locutor no Ar

Suane Araújo

Tempo de Deus

07:00 - 09:10

Peça Sua Música

Nome:
E-mail:
Seu Pedido:


Top 5

top1
1. Ed Sheeran & Beyoncé

Perfect Duet

top2
2. Calvin Harris & Dua Lipa

One Kiss

top3
3. Anitta

Medicina

top4
4. Victor Kley

O Sol

top5
5. Mano Walter

Juramento Do Dedinho

Anunciantes